O DISCO

Sertões

Nasci de um pai cearense e de uma mãe sul-mato-grossense. Os dois são de cidades do interior dos estados. Passei toda a minha infância e parte da adolescência transitando por esse mundo, e conhecendo de perto as particularidades dos interiores do Nordeste e do Centro-Oeste do Brasil. Guardo memórias visuais e, principalmente, musicais dessas regiões. A música brasileira sempre foi muito presente em minha casa e se constitui como principal referência na minha formação musical e atuação como cantora. As fortes memórias afetivas ligadas às músicas sertanejas, aquelas que trazem referências temáticas do interior, me fizeram realizar este trabalho. Acredito que estão presentes na vida de muitos brasileiros que têm a mesma idade que eu. A proposta deste trabalho é apresentá-las de forma diferente, com novos arranjos, mas tomando o cuidado de preservar a riqueza e beleza de sua simplicidade original, valorizando a instrumentação e o canto de forma conjunta. A direção musical de Pedro Ortale imprime sofisticação e leveza ao trabalho, com absoluto respeito às versões originais das músicas. Nosso desejo é tocar o coração das pessoas pelas memórias afetivas que estas canções trazem, da mesma forma que todos nós envolvidos no trabalho – músicos, técnicos e produtores – nos sentimos tocados no decorrer de seu desenvolvimento.

Viva a música do sertão do Brasil!

Tag3 - Desenvolvimento Digital